Como escrito no dicionário, segmentar nada mais é que fracionar, ou melhor, dividir algo em diferentes segmentos que possuam características similares individualmente, mas sejam distintos entre si. Quando olhamos para o contexto do mercado, essa ação significa identificar, caracterizar e separar seu objeto de estudo (população ou empresas) em grupos diferentes com base em características que se assemelham.

Ao organizar o mundo dos consumidores, por exemplo, em determinados grupos dispostos de acordo com perfil e preferências por produtos/serviços, é possível planejar ações mais assertivas e voltadas para toda a gama do público-alvo que a empresa atinge. Com isso, uma segmentação pode proporcionar tanto a fidelização de consumidores ativos, quanto a prospecção de novos clientes e potencialização de venda de um determinado produto/serviço. Além desses resultados, o processo de segmentação favorece, ainda, uma melhor aplicação dos recursos tanto financeiros quanto de mão de obra e de ações de marketing.

Em nosso dia a dia na Cognatis, utilizamos a Segmentação como ferramenta para atingir resultados diversos, como:

Vale destacar, ainda, que a segmentação visando estratégias de inteligência de mercado pode ser feita com base em diferentes abordagens, como, por exemplo, Geográfica, Demográfica, Geodemográfica, Comportamental ou Psicográfica, se o foco é segmentar populações, ou com base em faturamento, perfil de negócios, tipo de produtos e clientes, se o objetivo é segmentar empresas.

Quer estruturar seus negócios de forma inteligente e com informações de qualidade? Entre em contato com nossa equipe.

Comentários encerrados.