Mesmo sendo um ano marcado pela pandemia do Covid-19 (ou talvez por conta dela), verificou-se em 2020 um alto crescimento na abertura de farmácias e drogarias de todo o país. A pesquisa realizada pela @Abrafarma (Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias) indica, ainda, que existiam cerca de 8,3 mil lojas de redes associadas e que, em 2021, a expectativa era de que esse número chegasse a 9,2 mil.

Segundo dados da base GEOpop® Saúde, só na capital paulista existem 3.836 farmácias, distribuídas de maneira bastante diversa por toda a cidade. Veja, abaixo, os bairros paulistanos com maior número absoluto de farmácias. Não é de se surpreender que 6 deles (Grajaú, Parque Guaianazes, Tatuapé, Cidade Tiradentes, Vila Mariana e Bela Vista) estão entre os 10 bairros mais populosos de São Paulo.

Quando analisamos a quantidade de farmácias a cada 10 mil habitantes, a lista de bairros com maior número altera significativamente, ficando o Centro, que possui uma população residente de apenas 9.603 habitantes e é o 348º bairro mais populoso de São Paulo, em primeiro lugar. Ao estudarmos o restante da lista, verificamos que todos os bairros também possuem população baixa se comparado a outros de São Paulo. Somente Santo Amaro figurou nas duas listas, todavia não é considerado um bairro com alta população residente, ocupando a classificação de 97º bairro mais populoso de São Paulo.

A concentração de farmácias em alguns bairros pode ser explicada por uma série de fatores, como: quantidade e perfil da população residente, população trabalhadora e transeunte na região, presença de comércio, dentre outros. Assim, em um processo de expansão, ao determinar o local para abertura de uma nova unidade, é recomendável a realização de uma análise detalhada de geomarketing, que levará em consideração esses e diversos outros aspectos, que serão fundamentais para o sucesso do empreendimento.

Pensando em aproveitar a demanda e expandir sua rede de farmácias? Clique neste link para ter acesso a um Whitepaper com informações estratégicas para o mercado varejista de medicamentos.

Comentários encerrados.